0 Ítens

Escolha uma Página
Alecrim  – Zip Pouch – 500g

Alecrim – Zip Pouch – 500g

R$ 33,00

Em estoque

Você está aqui:

Descrição

Alecrim

Origem:

O alecrim (Rosmarinusofficinalis) é originário do Mediterrâneo, na Espanha, Itália, Dalmácia, Grécia e norte da África. O Alecrim hoje é cultivado em diversos países de clima temperado, ocorrendo do 0 a 1500 m de altitude. Floresce intensamente o ano todo, em solos ricos em cálcio e clima seco. No Brasil é cultivado em algumas regiões do leste ao sul.

Características:

Arbusto perene com altura média de 1,80m muito ramificado, sempre verde, com hastes lenhosas, folhas pequenas e finas, opostas, lanceoladas. Suas flores são predominantemente azul-pálidas. Fortemente aromático, é uma erva de sabor levemente amargo e lenhoso – lembra cânfora e noz-moscada, exige parcimônia no uso. As flores têm um gosto mais suave que o das folhas. 

Uso culinário:

O Alecrim, de sabor acentuado, combina com azeites e preparações de carnes cozidas. É excelente com carneiro, sopas, assados, marinados, peixes e frutos-do-mar, e também em molho de tomate italiano para peixe, patê de fígado, batatas cozidas, couve-flor, espinafre,cogumelos, frutas, sucos de frutas. Os pães ele aparece na famosa focaccia, que leva ramos de alecrim seco. É usado também na preparação de aves, boi, porco,caças e vitela. O alecrim sobre o carvão do churrasco dá à carne um aroma incomparável.

Vai bem com:

Louro, cebolinha-francesa,alfazema, hortelã, orégano, salsa, sálvia, tomilho, levístico, alho, e segurelha.

História/Curiosidades:

Na antiguidade foi uma das primeiras ervas empregadas para cunho medicinal e usado de forma abundante por reis e rainhas, venerado por seu aroma e propriedades medicinais. O rei Carlos Magno, século IV, ordenou que o alecrim fosse plantado em todos os jardins de seu império. A Rainha Elizabeth, da Hungria, o utilizava diariamente para lavar o rosto fazendo dele  uma loção de rejuvenescimento. No Brasil seu uso foi bastante disseminado pelos portugueses, que o chamam de rosmaninho, de onde surgiu a expressão “alecrim português”. Além disso, em templos e igrejas, o alecrim é queimado como incenso desde a antiguidade. Na Igreja Ortodoxa grega, o seu óleo é utilizado até aos nossos dias, para unção. Nos cultos de religiões afro,como umbanda e candomblé, é utilizado em banhos e como incenso.

Informação adicional

Peso0.53 kg
Dimensões20 × 11 × 10 cm

Conheça nossa linha de produtos

WhatsApp chat