Escolha uma Página

Descubra como usar ervas desidratadas e conheça os benefícios

Na cozinha usar ervas desidratadas como tempero pode ser o verdadeiro “segredo de Cheff” para quem gosta de se aventurar, pois quando usadas da forma correta as ervas são capazes de aguçar os sentidos oferecendo um combinado de aroma e sabor inigualáveis. Entretanto os benefícios se estendem para além de dar um toque especial nos pratos.

Descubra como usar ervas desidratadas conhecendo as principais formas de consumo garantindo integridade de todas suas propriedades, inclusive as medicinais. 

 

O que são ervas desidratadas e como usar

 

Pode-se dizer que as ervas são folhas e plantas que contém princípios ativos benéficos para o nosso corpo. Não se sabe há quanto tempo as ervas vêm sendo usadas, entretanto pesquisadores confirmam que elas acompanharam migrações e a evolução dos povos por ancestralmente serem conhecidas pelas suas propriedades medicinais e microbianas.

No passado eram importantes não só por evitar infecções no corpo, mas também pela sua eficácia como conservante para alimentos frescos. Hoje, de maneira geral, as ervas continuam sendo maravilhosos recursos naturais à serem usufruídos de acordo com suas características de destaque.

 

Ervas usadas na culinária como tempero

 

Ao selecionar as ervas para uma receita é importante se certificar que as escolhidas harmonizem com seu prato. Existem algumas ervas coringa nas preparações do cotidiano, como por exemplo:

  • O manjericão que é importante para finalizar o preparo de massas e pizzas;
  • O orégano que pode ser usado no preparo de carnes, refogado de legumes e cogumelos;
  • A cebolinha verde que pode ser usada no arroz, em peixes, no frango e também em saladas;
  • O louro que é tempero clássico no feijão e na feijoada que pode ser usado também em carnes assadas;
  • O alecrim que é usado em carnes assadas em geral e também faz parte do kit de especiarias usadas na Gin Tônica.

 

Algumas outras combinações de ervas são o que tornam alguns pratos clássicos tão ricos em sabor, como por exemplo: 

  • O Pernil com Ervas, uma combinação de: coentro, alecrim, manjericão, tomilho e sálvia;
  • A clássica Caponata de berinjela conta com a combinação de tomilho, orégano, salsinha e cebolinha verde.

 

Se estiver em dúvida sobre como usar a erva desidratada e em qual etapa do cozimento adicioná-la, vá colocando aos poucos! De um modo geral após passar pelo processo de desidratação as ervas precisam de calor para soltar todo seu aroma e sabor, por isso podem ser incluídas já no inicio e receber ajustes ao longo do preparo. 

Além disso, o sabor das ervas na cozinha pode ser valorizado através das masalas, que são combinações de ervas e especiarias moídas. As Ervas finas, o Chimi Churri, o Curry e o Tandoori são masalas com ervas mais comuns. 

 

Infusão de ervas desidratadas: chás e banhos 

 

Uma outra forma de usufruir dos benefícios das ervas é por meio de infusões. Infusão é o resultado da imersão de ervas (ou qualquer outro ingrediente) em água quente. As ervas consumidas por meio de infusão também apresentam benefícios para nosso corpo, como é o caso das bebidas (chás) e dos banhos energizantes.

Faz parte dos saberes populares, por exemplo, que beber uma xícara de chá de camomila ajuda na ansiedade acalmando e amenizando sintomas, além disso atua também na digestão assim como o capim-limão. Do mesmo modo sabe-se que a erva cidreira é um calmante natural cujo o resultado da infusão agrada até o paladar das crianças.

Também é o caso dos banhos terapêuticos com ervas como folhas de louro, sálvia e manjericão para renovar as energias, como também a mistura de alecrim e hortelã para hidratar a pele e trazer frescor. 

Para preparar qualquer infusão basta deixar a água começar a ferver e, logo que as primeiras bolhas surgirem, desligar o fogo. Coloque as ervas em um recipiente com a água e depois basta aguardar até que elas soltem suas propriedades, o que deve levar de 6-10 minutos. Por fim use uma peneira para separar o líquido das ervas. 

 

Benefícios de usar ervas desidratadas 

 

A desidratação é um processo natural que feito da forma correta garante a integridade e concentração dos princípios ativos das ervas

O processo pode variar de acordo com a origem e o produtor da erva entre secagem solar ou em forno. Uma desidratação ideal acontece sem conservantes nem aditivos, com forno aquecido a aproximadamente 42°. Seguindo esse processo lento o resultado será uma desidratação uniforme, onde a erva não secará demais garantindo qualidade e segurança alimentar.

Quando as ervas desidratadas são armazenadas de forma correta costumam ter uma boa durabilidade mantendo o aroma e sabor por mais tempo. A forma correta de armazenar ervas é em um ambiente de baixa luminosidade, longe de umidade e com embalagens bem fechadas. 

Open chat